VOLTAR

Campeão invicto, Vitória iguala o Real Noroeste como "Rei de Copas"

O Alvianil também garantiu vaga na Copa do Brasil e um calendário cheio para 2023, uma vez que já estava garantido na Série D e na Copa Verde

Invicto, melhor ataque, 3ª melhor defesa e agora recordista de títulos. A campanha do Vitória na Copa Espírito Santo 2022 pode-se dizer que teve um sabor especial para o torcedor alvianil, que foi coroada com o título no sábado (30/07) sobre o rival Rio Branco nos pênaltis, no Kléber Andrade.

A equipe comandada por Rodrigo César, que já havia chegado na decisão do Capixabão deste ano, quando perdeu para o Real Noroeste, voltou a levantar o troféu que não conquistava desde 2018. Naquela ocasião inclusive, o atual técnico foi quem ergueu a taça com o time.

"Estou muito feliz com essa primeira conquista como treinador, agradeço muito a todos os atletas. A ficha ainda não caiu. Passei para eles jogarem com o coração, com a alma, assim que tem que ser para jogar no Vitória. Em 2018 tive a oportunidade de levantar o troféu aqui como capitão e consegui ajudá-los com essa experiência dentro de campo e desse clube que conheço muito bem", frisou o comandante.
O título também contou com a marca do artilheiro Rodriguinho. Mesmo tendo passado em branco na decisão, o camisa 11 foi fundamental na campanha, sendo o principal goleador do torneio, com 12 gols, na equipe que teve o melhor ataque. Foi a primeira vez que termina como artilheiro de um torneio profissional na carreira.

"Felicidade imensa, depois de bater na trave duas vezes, a nossa equipe estava merecendo esse título assim como toda torcida do Vitória. Objetivo alcançado e agora é dar continuidade no trabalho. É minha primeira artilharia no profissional, muito feliz pelo momento de bater essa meta", afirmou, lembrando das finais do Capixabão 2022 com o Vitória e da Copa ES 2021 com o Aster, quando saiu com o vice em ambos.

Quem também teve experiência parecida foi o goleiro Alan Camilatto, que foi companheiro de Rodriguinho no Aster em 2021 e chegou ao Alvianil nesta temporada. Na final, o goleiro teve participação decisiva ao defender a cobrança de Maurício Luiz e dar a Dodô a bola do título.

"Tinha ficado um gostinho amargo desses últimos vices. Ano passado (com o Aster) perdemos o título também nos pênaltis e poder ser campeão hoje da maneira que foi é maravilhoso. O Rodrigo (César) nos passou bastante confiança e nós jogamos por ele, assim como pra nossa família". 

O capitão Edinho, ídolo do clube alvianil, ressaltou a emoção de poder levantar a taça com a camisa da equipe de Bento Ferreira após bater na trave em outras oportunidades e deu a opinião dele quanto a campanha do time.

"A satisfação é grande de poder erguer essa taça. Já disputei outras vezes essa competição com a camisa do Vitória e bati na trave. Com todo respeito ao adversário, foi mais que merecida essa nossa conquista pois o projeto do clube foi sensacional e não tinha como terminar diferente. Campeão invicto, já diz tudo".

Calendário cheio em 2023

Com a conquista, a equipe de Bento Ferreira se igualou ao Real Noroeste com quatro títulos e são os dois times que mais venceram a Copa Espírito Santo em 19 edições.

Além disso, o Alvianil garantiu um calendário cheio para o ano de 2023, uma vez que já estava garantido na Série D do ano que vem pelo vice estadual e na Copa Verde por ter chegado a decisão da Copa ES. Agora, também carimbou vaga na Copa do Brasil com o título.

O presidente Rodolfo do Carmo afirmou que o planejamento do clube para a temporada passava por conseguir garantir as competições nacionais para o ano de 2023 e pretende investir na temporada 2023.

"A Copa do Brasil e garantir esse calendário cheio era um objetivo nosso. Um time como o Vitória tem que um calendário cheio todos os anos. Essa cota da Copa do Brasil vai nos ajudar a montar um time mais forte para o Capixabão, melhorar a estrutura e mirar o acesso à Série C ano que vem", destacou o mandatário Alvianil, que garantiu que as renovações com o time campeão desta ano estão bem encaminhadas.

"Nós já temos contratos renovados com 14 ou 15 atletas desse elenco atual. A comissão técnica permanece também e na segunda-feira já começamos a fazer o planejamento da pré-temporada", concluiu.

(Folha Vitória)


Comentários

VOLTAR